terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Capitulo 14

Eu caminhei em direção ao balneário enquanto olhava curiosamente ao redor. Zac havia se esquecido de seu copo em casa, e tinha me pedido para eu entrega-lo ao seu treinador, mas eu não o tinha encontrado de jeito nenhum.
Suspirei e parei em um corredor de quatro portas. Uma tinha um segurança alto que tinha o uniforme da universidade. Me aproximei dele e ele ergueu uma sobrancelha na minha direção.

- No que posso ajudar? – Ele perguntou olhando para a minha mão onde o copo estava.

- Eu queria saber onde posso encontrar o treinador, Zac, meu namorado, esqueceu o seu copo em casa e me pediu para entrega-lo. Mas não o encontro em lado algum e eu sei que ele vai precisar ... – Eu expliquei divagando um pouco, devido ao nervosismo que eu estava sentindo.

Eu precisava encontrar o treinador e voltar para as bancadas, onde os pais do meu namorado estariam, prontos para ver o jogo do seu filho e claro ... me conhecer.

- Você pode entrar. Zac está aqui dentro. Pode entrega-lo pessoalmente. O treinador está lá dentro por isso você não o encontrou.

Suspirei aliviada quando ele saiu da frente da porta, me dando passagem para dentro. Dei um pequeno sorriso em sua direção e caminhei para dentro ouvindo as gargalhadas e as vozes altas dos rapazes. Corei levemente quando um dos médicos da equipe me viu e ergueu uma sobrancelha.

Sim ... não era comum uma garota entrar no balneário antes de um jogo importante como aquele.

Me aproximei da fileira de cacifos vendo todos os jogadores rindo e brincando enquanto se preparavam para o primeiro jogo da tempurada. Eu pode ver Justin e Robert brigando com uma toalha enquanto Chris estava colocando sua ombreiras corretamente.

Mas nenhum sinal do meu namorado.

Caminhei em direção ao melhores amigos do meu namorado. Eles entregariam isso a ele quando ele resolvesse aparecer.

- Chris? – Chamei chamando a sua atenção. Assim como de todos os caras do time que estavam ao redor.

- Vanessa? O que está fazendo aqui? Sabe que não pode entrar aqui!

- O segurança disse que posso. – Ergui o copo de Zac e o sacudi. – A cabeça de vento do Zac esqueceu disso.

Ele revirou os olhos e riu.

- Ele está no banheiro. Ritual antes dos jogos.

Acenti com a cabeça e estendi o objecto na sua direção. Ele o pegou e sorriu.

- Estou indo. Boa sorte no jogo. - Ele riu e acentiu a cabeça.

- Valeu.

Dei de ombros e acenei uma ultima vez antes de virar de costas. Mas acabei indo contra o peito nu me fazendo cabalear um pouco para trás. Ergui a cabeça pronta para xingar quem tinha se colocado no meu caminho, quando o sorriso do meu namorado foi captado pelos meus olhos.

- Oi pequena flor.

Ri do novo apelido idiota do meu namorado e cruzei os braços.

- Oi cabeça de vento.

Ele riu e passou os braços ao redor da minha cintura me arrastando para o corredor que eu tinha passeado á poucos minutos atrás.

- Obrigado por trazer meu copo. – Ele beijou a minha testa e me olhou dentro dos meus olhos como ele sempre fazia. – Esqueci os dois em casa. – Ele coçou sua nuca completamente sem graça me fazendo sorrir.

- Sem problema. – Dei de ombros e beijei o seu peito bem encima do seu coração o fazendo passar a mão em meus cabelos. – Boa sorte campeão. Estarei trocendo por você.

Ele sorriu brilhantemente e beijou meus lábios.

- Preste bem atenção ao jumbree ok? O primeiro touchdown será seu.

[...]

Eu caminhei nervosamente atraves da enorme multidão que estava ao meu redor, enquanto eu tomava o meu caminho para o meu assento ao lado da familia do meu namorado e supostamente da minha irmã.

Abri um pequeno sorriso. Como podia ser possivel a minha irmã estar se envolvendo com o irmão do meu namorado.

Realmente o mundo era pequeno, ou o destino gostava de pregar as suas peças de vez enquanto.

Então resolvi ajudar o destino, ou o que seja, e disse para a minha irmã que a encontraria no estádio. Ela ficou confusa, mas não me contrariou e fez o que eu pedi.

Olhei para o numero marcado no meu bilhete e suspirei vendo o meu lugar. Estava vazio e havia quatro pessoas ao redor desse acento de costas para mim. Sorri reconhecendo o tique nervoso de minha irmã e tratei de forçar com um pouco mais de força o meu caminho até eles.

Assim que cheguei perto, pode ser um garoto alto abraçado á minha irmã enquanto explicava alguma coisa a ela, e do outro lado um casal que conversava com as pessoas ao redor como se fossem amigos á anos.

Engoli um pouco do meu nervosismo e desci as escadas restantes e tomei o meu caminho até ao casal de adolescentes que não prestava atenção em nada. Ri vendo o quão parecidos eles eram comigo e com o Zac.

Amor adolescente.

Amor? Prendi a minha respiração quando esse pensamento cruzou a minha mente.

Será ..

Abanei a minha cabeça me focando na minha missão de agora. Mas mesmo assim aquela palavra parecia ecoar em minha mente sem parar.

Pingariei tentando clarear a minha mente, mas acabei chamando atenção do casal que assim que me viu sorriu. Sorri de volta ao ver o quão bonito e parecido com o Zac o irmão dele era.

- Posso ocupar o meu lugar? – Perguntei erguendo uma sobrancelha para a minha irmã que olhava para mim de boca aberta.

- Hm... acho que se enganou senhorita. Aquele lugar é da namorada o meu irmão, estamos esperando por ela. – Ele deu de ombros um pouco desconfortavel.

Ri e olhei para Stella que agora parecia cada vez mais confusa.

- Bom ... eu sou a namorada do Zac. – Disse erguendo o meu bilhete fazendo o menino erguer as sombrancelhas supreso.

- Mas ... você a cara a minha namo...Oh merda!

Gargalhei quando a minha irmã se ergueu e me abraçou apertado.

- Oi para você também ratinha. – Disse apertando o meu abraço.

- Oi Big Sis! – Ela se separou e se colocou ao meu lado. – Dylan, amor. Essa é a minha irmã mais velha.

- Prazer. – Estendi a mão e ele se ergueu e me puxou para um abraço. Fiquei sem ar e um pouco tonta devido ao seu comportamento mas acabei retribuindo.

- Prazer. Stella fala muito de você. Quase aposto que conheço você melhor que seu namorado. – Ele deu um sorriso cheio de provocação me fazendo rir mais uma vez.

- Aposto que sabe mesmo.

Ele riu e me guiou até ao casal que agora parecia confuso e curioso enquanto seu filho mais novo me guiava por entre as cadeiras.

- Mamãe. Aqui está a sua nora. Zac me disse que tinha uma supresa, mas nunca pensei que ele estaria caindo de quatro pela a minha cunhada. – Ele resmungou a ultima parte, me fazendo rir.

A senhora que tinha os cabelos loiros até ao ombro e um sorriso completamente doce se ergueu do seu acento. Ela era um pouco mais alta que eu, mas muito mais baixa que os filhos e o próprio marido que tinha se erguido junto com ela.

Mordi o lábio quando a versão mais velha do meu namorado me encarava com um sorriso conhecedor, enquanto colocava a sua mão no ombro da sua esposa.

Oh deus, ele seria muito gostoso em sua plena maturidade.

- Eu sei como se sente Big Sis. Senti o mesmo quando o conheci acredite. – Minha irmã disse em meu ouvido me fazendo corar. – Sogrinha! Quero lhe apresentar a minha irmã mais velha Vanessa, e pelo que parece sua nora.

A senhora riu de alegria com a espontaneadade de minha irmã e assim como o seu filho mais novo me puxou para um abraço. Retribui o abraço um pouco embaraçada.

- Prazer Dona Stralla. – Sussurei enquanto me afastava e me virava para o seu marido. – Senhor Efron. – Cruvei um pouco minha cabeça corando com o olhar azul.

Meu deus ... Eram iguais!

- Somente Stralla e David querida. Somos da familia agora! – Ela disse me fazendo sentar ao seu lado. – Vamos nos sentar, o jogo deve estar começando.

Acenti e me sentei no meio dos dois casais.

- Então mana como estão os papais? – Perguntei me virando para a minha irmã que estava do meu lado direito.

- Perfeitos! Eles estão planejando vir cá mes que vem, afinal o novo filme será filmando aqui perto e mamãe estará dirigindo ele, então eles vêm cá fazer uma visita antes de partirem para a loucura de sempre.

Acenti e suspirei. Eu sabia bem do que ela estava falando. Nós sempre haviamos sido acompanhadas pelos os meus pais desde de sempre, mamãe tinha parado de dirigir quando ingressou na maternidade, se dedicando somente a escreve roteiros, ou a ler, e a nos criar, nos dando uma educação perfeita.

Papai tinha continuado a sua rotina de presidente da empresa, mas tinha acalmado para acompanhar a vida das suas filhas de perto. E agora comigo na faculdade e Stella seguindo o mesmo caminho para o ano, eles estavam livres para voltarem as suas atividades de antes de nós nascermos.

- Vou programar alguma coisa, para quando eles vierem. Quero apresentar Zac a eles. – Comentei olhando o campo, onde as lideres de torcida começavam o seu show de abertura.

Olhei na direção dos meus sogros que estavam conversando entre si, enquanto olhavam os videos de apresentação da equipe principal deste ano. Zac apareceu, mostrando todos os seus melhores momentos do ano passado como quartbacker secundário.

Este ano ele estaria liderando.

Sorri enquanto ouvia o locutor falando sobre estatiscas e numeros que eu não entendia, sobre os jogadores.

Olhei para o túnel onde os jogadores estariam saindo e vi que todos eles estavam alinhados prontos para entrar.

Sorri quando a voz se calou e a banda começou a tocar o hino da faculdade, fazendo todos os espectadores se erguerem das cadeiras e brandirem o cantigo. Dylan, Stralla e David seguiram os outros enquanto eu e Stella apenas nos erguemos e observamos os jogadores se posicionarem no relvado.

Sorri quando o rosto do Zac apareceu no jumbree.

Seus olhos azuis, iguais aos de David, mostravam uma concentração e paixão pelo o que estava fazendo, que me deixou completamente sem folego.

Ele estava no seu elemento novamente.

Sorri e fechei meus olhos enviando uma oração de sorte para o meu namorado.

Hoje era o seu dia. E tudo deveria correr da melhor maneira. E eu estaria ali para ver como ele liderava a sua equipe á vitória.


Eu tinha certeza que seria uma vitória. Ele faria por isso.

**********************
Oie meninas!
Parece que depois de dois anos eu estou de volta!
Eu vou confessar que eu não estava com ideias de voltar a postar pq a minha conta aqui do blogger não estava mais aceitando a minha passeword. 
Mas depois de falar com a manuntenção tudo se resolveu e aqui estou eu novamente!
Espero que gostem da continuação da fic e que deixem seu comentários. 
Este é o primeiro capitulo do ano!
Beijos e até breve!

3 comentários:

  1. Aiw nem creio que você voltou
    Estava morta de saudades de suas fics, principalmente de CMI
    Posta mais amr e logo
    Xoxo

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem pensei q vc não ia ms posta..
    Amei o capítulo
    Posta logo por favor

    ResponderEliminar